Conheça diversas curiosidades sobre o Irã, um país religioso recheado de controvérsias.

#1
O nome oficial do Irã é Republica Islâmica do Irã. Anteriormente o Irã era conhecido como Pérsia. O idioma oficial do Irã é o Persa. Em Persa, Irã significa “Terra dos Arianos”.

#2
Com cerca de 1,6 milhões de quilômetros quadrados, o Irão é o segundo maior país do Oriente Médio e o décimo oitavo maior país do mundo.

#3
Possui cerca de 87 milhões habitantes e é o décimo sétimo país mais populoso do mundo.

#4
Desde primeiro de abril de 1979 o Irã passou a ter um sistema presidencial autoritário teocrático republicano unitário. Por ser teocrático, o país possui uma religião oficial do Estado que é o Islamismo. E por ser autoritário, o país possui um Líder Supremo que concentra um poder quase absoluto em seu país.

#5
O Líder Supremo é um cargo vitalício e é eleito por uma Assembléia de Peritos. O Líder Supremo está acima do presidente do país e tem o poder de demitir o presidente.

#6
Um homem que não se casa no Irã fica com a família por toda a vida e é considerado um na-mard, que em tradução livre seria “não-homem”.

#7
Segundo a lei islâmica, uma mulher não é considerada mentalmente ou legalmente igual a um homem. Em casos de divórcio, a mulher perde qualquer tipo de custódia sob os filhos.

#8
Se uma mulher é estuprada no Irã, a polícia local tem o poder de fazer o homem estuprador se casar com a vítima. Com ou sem a permissão da vítima. Apesar disso, a mulher pode legalmente se divorciar logo depois do casamento.

#9
No Irã é mais fácil uma mulher divorciada conseguir se casar do que uma mulher solteira que perdeu a virgindade.

#10
Em um casamento oficial, a mulher é considerada uma propriedade do homem. Se o marido estupra a mulher, a família da mulher pode até querer machuca-lo, mas a polícia não se intromete na história, pois legalmente ele pode ter relações com a mulher quando quiser mesmo com o uso de força.

#11
Castigos corporais ou amputação de membros estão previstos na legislação islâmica para casos de roubo, consumo de bebida alcoólica e adultério.

#12
O Irã desrespeita a interpretação dos direitos humanos do ocidente. É comum no Irã punições severas para crimes simples, mesmo quando não há vítimas como no caso de fornicação e homossexualidade. O Irã rebate as críticas dizendo que não é obrigado a seguir a interpretação ocidental dos direitos humanos.

#13
Depois dos 9 anos de idade uma menina tem que começar a utilizar o hijab quando em público. O Hijab é o véu islâmica que oculta parte da cabeça da mulher, em especial os seus cabelos.

#14
Em 2007 a FIFA proibiu o hijab e com isso eliminou as chances de participação do time feminino de futebol do Irã. Alguns anos depois a FIFA voltou a permitir o hijab e turbantes nos campeonatos.

#15
Apesar do Irã ter banido a homossexualidade, o país permite cirurgias de troca de sexo. Como o próprio governo auxilia financeiramente este tipo de operação, o Irã é o segundo país com mais operações de troca de sexo do mundo, ficando atrás apenas da Tailândia.

#16
Devido ao apoio do Irã a grupos que participam de terrorismo internacional, o Irã está presente na lista norte-americana de países patrocinadores do terrorismo desde 1984.

#17
O Irão possui grandes reservas de combustíveis fósseis. Possuem a maior reserva de gás natural do mundo e a quarta maior reserva de petróleo do mundo.

#18
No Irã o homem pode ter até quatro esposas e pode se casar a partir dos 15 anos de idade. Mulheres se casam a partir dos 13 anos de idade atualmente, uma evolução da idade anterior para casar mulheres que era de apenas 9 anos de idade.

#19
Assim como no Brasil, o esporte favorito do Irã é o futebol.

#20
O Irã tem uma das mais altas taxas de dependência de opiáceos do mundo. Opiáceos são substâncias derivadas do ópio.