A Via Láctea é a nossa galáxia, ou seja, a galáxia onde está o nosso sistema solar e consequentemente o planeta Terra. Conheça aqui algumas curiosidades intrigantes sobre a Via Láctea.

#1
A Via Láctea é uma galáxia espiral, em forma de disco, com um diâmetro de cerca de 100 mil anos-luz. Cada ano-luz equivale a cerca de 9,46 trilhões de quilômetros.

#2
Não conhecemos a quantidade de estrelas da nossa própria galáxia. A estimativa atual é que existam entre 100 bilhões a 400 bilhões de estrelas.

#3
No centro da Via Láctea existe um buraco negro supermassivo conhecido como Sagitário A. Ao contrário dos buracos negros estelares, que são originados de estrelas de massa elevada, os buracos negros supermassivos foram formados por imensas nuvens de gás ou por aglomerados de milhões de estrelas que colapsaram sobre a sua própria gravidade quando o universo ainda era bem mais jovem e denso.

#4
O conteúdo da Via Láctea também gira ao redor do buraco negro em seu centro. A translação das estrelas ao redor do centro demora cerca de 220 milhões a 360 milhões de anos. O tempo varia de acordo com a distância da estrela até o centro.

#5
A Via Láctea tem esse nome por conta da faixa brilhante de aspecto leitoso observada na época em que lhe foi dado este nome. Tempos depois descobrimos que a faixa brilhante tratava-se de um grande conjunto de estrelas.

#6
Na China a Via Láctea é conhecida como Rio Prateado. Na Roma Antiga o nome era Estrada de Leite e na Grécia Antiga era chamada de Círculo de Leite. O próprio nome “galáxia” vem da palavra grega “gala” que significa leite.

#7
A idade estimada da Via Láctea é de cerca de 13 milhões de anos. Ela é quase tão antiga quanto o próprio universo.

#8
Se o nosso sistema solar fosse do tamanho de um quarteirão, o sol seria um grão de poeira microscópico e a Via Láctea seria o Brasil.

#9
A matéria escura representa praticamente 90% da massa da Via Láctea. Aquilo que é observável pelos telescópios, como planetas, estrelas, entre outros, representa apenas cerca de 10% da massa da nossa galáxia.

#10
Para tirar uma foto da Via Láctea inteira seria necessário viajar na velocidade da luz por milhares de anos. Por esta razão, todas as imagens que temos da Via Láctea como uma galáxia espiral são fotos de outras galáxias ou uma representação artística de como é a nossa galáxia vista de fora dela.